Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Seis detidos e 50 quilogramas de haxixe apreendidos em Oeiras

Os quatro homens e duas mulheres, com idades entre 25 e 39 anos, foram detidos na zona de Queijas.
13 de Maio de 2015 às 16:50
Os 50 quilogramas de haxixe dariam para quase 110.000 doses individuais
Os 50 quilogramas de haxixe dariam para quase 110.000 doses individuais FOTO: D.R.

A Polícia de Segurança Pública anunciou esta quarta-feira a detenção de seis pessoas e a apreensão de 50 quilogramas de haxixe, em Oeiras, admitindo ter desmantelado "uma importante rede de tráfico de estupefaciente que operava" naquela zona e em Lisboa.

Os quatro homens e duas mulheres, com idades entre 25 e 39 anos, foram detidos na noite de terça-feira na zona de Queijas, no concelho de Oeiras, na sequência de uma investigação da Divisão de Investigação Criminal de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP) iniciada há nove meses.

Os 50 quilogramas de haxixe dariam para quase 110.000 doses individuais.

"Os detidos dedicavam-se à venda de haxixe para posterior revenda. Operavam de forma organizada e com funções devidamente definidas, sendo algumas entregas de produto estupefaciente efetuadas junto a um estabelecimento comercial que os líderes da organização exploravam em Queijas", informou o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em comunicado enviado à agência Lusa.

O Cometlis acrescentou que a detenção de dois dos suspeitos aconteceu quando estes se preparavam para realizar a transação de alguns quilogramas do haxixe apreendido.

No decorrer da operação e no cumprimento de cinco mandados de busca domiciliária, além dos 50 quilogramas de haxixe, suficientes para 109.586 doses individuais, a polícia apreendeu 6.450 euros em dinheiro, 24 munições, 16 telemóveis, 15 petardos, uma balança, um computador e um cofre.

Além disso, as autoridades policiais confiscaram ainda quatro viaturas e um motociclo.

"Desta forma, foi possível terminar com uma importante rede de tráfico de estupefaciente que operava, essencialmente, nas zonas de Oeiras e de Lisboa", sublinha o Cometlis.

Os detidos, já com antecedentes criminais pela prática de crimes da mesma natureza, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para aplicação das medidas de coação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)