Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

"Senti a lâmina a espetar-me"

Autoridades acreditam que o ladrão é responsável por vários roubos na região de Aveiro
6 de Setembro de 2013 às 01:00
Funcionários da Galp na Mourisca do Vouga foram supreendidos pelo ladrão encapuzado
Funcionários da Galp na Mourisca do Vouga foram supreendidos pelo ladrão encapuzado FOTO: Francisco Manuel

Um encapuzado armado com uma catana é suspeito de ter assaltado várias gasolineiras em Aveiro e Águeda. Os dois últimos crimes ocorreram esta semana. Anteontem à noite na Galp da Mourisca do Vouga, Águeda, o assaltante encostou a lâmina ao abdómen de um funcionário da gasolineira e encostou outro à parede.

"Ele entrou de rompante e ameaçou-me a mim e ao meu colega", contou ao CM José Carlos de 56 anos, funcionário da gasolineira. "Senti a lâmina a espetar me e deitei-me no chão como ele me mandou", acrescenta a vítima que ficou em choque. Ao lado, o colega de trabalho foi encostado à parede com as mãos no ar.

O assaltante roubou cerca de 1200 euros em dinheiro e fugiu a pé em direção a um carro que tinha parado nas imediações.

O CM sabe que as autoridades policiais relacionam este assalto com outros ocorridos há alguns meses na região de Aveiro.

Na passada terça feira assaltou a Repsol, na avenida da Universidade, em Aveiro. O assaltante atua com um cúmplice que nunca sai do carro e recorre sempre ao mesmo método. O carro com o cúmplice nunca fica à vista. Os ladrões param durante largos períodos, dificultando as investigações da GNR e PSP.

catana assalto ladrão Aveiro encapuzado gasolineiras Águeda
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)