Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Serial killer acusado de dez crimes

O ex-cabo da GNR António Costa já foi acusado pelo Ministério Público de Coimbra pela morte das três raparigas de Santa Comba Dão e vai responder por dez crimes.
4 de Janeiro de 2007 às 00:52
Segundo apurou o CM, o homem que ficou conhecido como ‘serial killer’ de Santa Comba Dão, está acusado de três crimes de homicídio qualificado, três de ocultação de cadáver, um de profanação de cadáver, dois de coacção sexual e um crime de denúncia caluniosa.
O local do julgamento ainda não está definido – pode ser na Figueira da Foz ou em Santa Comba Dão – mas as famílias das vítimas já foram notificadas da acusação. O antigo militar da GNR, detido em Santarém, é acusado de ter morto as três jovens, suas vizinhas. Em todos os casos terá havido a intenção de abusar delas sexualmente. Duas ainda em vivas, a outra depois de morta.
A primeira vítima foi Isabel Isidoro, de 18 anos. Desapareceu a 24 de Maio de 2005 e seria encontrada dias depois, embrulhada em sacos de ração, numa praia da Figueira da Foz. Seguiu-se Mariana Lourenço, da mesma idade, em Outubro. O corpo foi descoberto em Junho do ano passado, sem cabeça, na Barragem do Coiço, Penacova. A terceira vítima, Joana Oliveira, de 17 anos, desapareceu em Maio e o cadáver foi resgatado em Junho de 2006, na Barragem da Aguieira, após a detenção do cabo Costa pela Judiciária de Coimbra.
Por tentar ilibar-se incriminando o tio de uma jovem o arguido foi acusado do crime de denúncia caluniosa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)