Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Sete detidos por tráfico em mercado de droga

Sete indivíduos foram detidos ontem pela PSP, durante uma rusga no bairro ‘Sucupira’, em São João da Venda, Loulé, referenciado como um dos principais ‘mercados’ abastecedores de droga do Sotavento algarvio. A Secção de Investigação Criminal (SIC), que desencadeou a intervenção, apreendeu armas de fogo, dinheiro e diversos estupefacientes em quantidades “significativas”, que só serão reveladas hoje.
19 de Janeiro de 2007 às 00:00
O bairro é considerado um dos locais de tráfico mais problemáticos do centro da região
O bairro é considerado um dos locais de tráfico mais problemáticos do centro da região FOTO: Rui Pando Gomes
Na véspera da operação realizada pela SIC da PSP de Faro, também a GNR detivera, em vários locais do concelho de Loulé referenciados como “zonas de tráfico”, um homem e uma mulher por posse de 97 doses de heroína e três de cocaína. Foram identificados ainda 57 consumidores de droga.
Ontem, durante cerca de três horas, elementos da SIC cercaram o bairro degradado de São João da Venda, tendo efectuado diversas buscas domiciliárias. O Comando da PSP de Faro não revelou pormenores da operação, remetendo para hoje esclarecimentos sobre o caso. O CM apurou no entanto que a intervenção foi realizada após investigações desenvolvidas nos últimos meses visando desmantelar um “local de oferta ao consumidor”. A acção surgiu na sequência de uma operação realizada no mesmo bairro em Julho de 2005.
Fonte policial adiantou ao CM que o ‘Sucupira’, ocupado por cerca de uma dezena de famílias de origem africana, é um dos focos de tráfico mais problemáticos do Sotavento. “Enquanto não forem demolidas as barracas, que apesar da falta de condições continuam a ser alugadas pelo proprietário, não é possível limpar a zona”, referiu a mesma fonte.
O combate ao tráfico de estupefacientes foi também o objectivo da megaoperação de fiscalização de trânsito desencadeada pela GNR, entre as 10h00 e as 18h00 de anteontem, em Vale Judeu, Parragil e estrada da Cimpor, em Loulé.
Foi detido um homem, de 34 anos, com 27 doses de heroína e ainda uma mulher, da mesma idade, na posse 70 doses de heroína e três de cocaína. Presentes ao Tribunal de Loulé, saíram ambos em liberdade sob Termo de Identidade e Residência.
TREZE MIL DOSES DE HEROÍNA
A primeira operação da PSP no bairro ‘Sucupira’ foi realizada no dia 12 de Julho de 2005, tendo resultado na maior apreensão efectuada por aquela força policial: de 13 mil doses de heroína , 700 de cocaína, comprimidos de ecstasy, 300 gramas de material de mistura, duas caçadeiras, três pistolas 6,35, duas de alarme e 31 mil euros.
A acção, realizada após cinco meses de investigação relacionada com a venda de droga na cidade de Faro, teve o nome de código ‘Operação Sucupira’ e resultou ainda na detenção de sete cabo-verdianos.
No dia 5 de Novembro de 2006, a GNR de Loulé deteve no mesmo bairro um cabo--verdiano, de 47 anos, por posse de duas armas ilegais e 160 doses de heroína. O indivíduo já cumprira pena por homicídio.
NÚMEROS
CONSUMIDORES
Na operação da GNR foram identificados 57 consumidores de droga, com idades entre os 23 e os 48 anos: 53 portugueses, um romeno, um inglês, um moçambicano e um russo.
MILITARES
Quarenta e três militares de Loulé, Tavira e Faro, bem como do Grupo de Intervenção Protecção e Socorro e ainda do Pelotão de Intervenção Rápida, integraram a operação da GNR.
POLÍCIAS
No cerco ao bairro de São João da Venda, a PSP envolveu 50 elementos da SIC do Comando de Faro. A operação foi apoiada por militares do Grupo Territorial da GNR de Faro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)