Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Sete suicídios na PSP este ano

Diretor nacional, Luís Farinha, vai propor medidas de entreajuda.
Ana Botto e Miguel Curado 13 de Novembro de 2015 às 01:00
PSP
PSP FOTO: Pedro Catarino
A morte da agente da PSP Ana Paula, de 39 anos, que na quarta-feira à noite se suicidou próximo da esquadra de Águas Santas, na Maia, onde prestava serviço, eleva para sete o número de polícias que se mataram este ano. E esta foi a terceira morte de polícias na última semana e meia. Perante esta realidade, o diretor nacional da PSP, Luís Farinha, convocou para as 15h00 desta sexta-feira uma reunião com os 10 sindicatos da polícia, na qual irá propor o fomento da entreajuda entre os polícias.

Ontem, o superintendente-chefe Luís Farinha enviou a todo o efetivo um email, ao qual o CM teve acesso, em que sublinhou a importância das medidas "de prevenção e deteção precoce de tendências suicidas". "Foi implementado na Divisão de Psicologia o apoio a todo o efetivo, em todos os comandos." Os sindicatos da PSP, no entanto, querem mais.

Peixoto Rodrigues, do SUP/PSP, defende que "há que acabar com as perseguições e os assédios no local de trabalho". Já Paulo Rodrigues, da ASPP/PSP, espera "mais que enumeração de ações, para que se travem os suicídios" na PSP.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)