Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Sindicato dos Profisionais da Polícia faz vigília

O Sindicato dos Profisionais da Polícia (SPP/PSP) realiza na quinta-feira uma vigília junto à residência oficial do Primeiro-ministro, José Sócrates, em Lisboa, para denunciar que o Governo “conseguiu tirar todos os direitos" aos polícias.
11 de Março de 2009 às 12:20

“Não há um único incentivo. Para combater o crime temos uma Polícia completamente desmotivada”, afirmou o presidente do SPP, António Ramos, que acusou o Governo de não ter resolvido “qualquer problema”.

O aumento da idade da reforma, o regulamento disciplinar ‘ultrapassado’ e o fim da assistência à doença aos cônjuges foram algumas das imposições do Governo avançadas pelo presidente SPP.

Também as actualizações salariais, o bloqueio às promoções e a imposição de uma avaliação preocupam os polícias.

O sindicalista garante que há agentes que não têm promoções há mais de 10 anos.

A ocasião ficará marcada pela entrega de um memorando na residência oficial do Primeiro-ministro, com o intuito de ‘sensibilizar’ José Sócrates para os ‘problemas’ que afectam os profissionais da PSP.

A vigília está marcada para as 18h00 e deverá contar com cerca de 300 dirigentes e delegados do SPP de todo o País.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)