Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

SOBRINHO SIMÕES PREMIADO

O cientista Manuel Sobrinho Simões foi galardoado com o Prémio Pessoa 2002 “pela contribuição significativa na área da oncologia e na definição da política de investigação na área das ciências da saúde”, anunciou , ontem, em Seteais, o presidente do júri, Francisco Balsemão.
14 de Dezembro de 2002 às 00:00
Segundo disse ao CM o ‘patrão’ da SIC, “o júri esteve a noite toda à volta de um lote de personalidades e escolheu Sobrinho por várias razões, entre as quais se destaca a capacidade de liderar uma equipa científica de excelência e defender um pensamento académico com uma dimensão humanística original”.

Manuel Simões, 55 anos, foi um dos criadores do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP), de que é director, e já contava no seu currículo com o Prémio Bordalo, que lhe foi atríbuido em 1996.

De acordo com Balsemão, “o seu trabalho tem sido orientado na previsão do risco de certos cancros, nomeadamente, o do estômago que é uma das patologias oncológicas mais frequentes no nosso país”. O júri realçou ainda “a sua intervenção cultural na cidade do Porto onde tem trabalhado toda a vida num exemplar exercício de cidadania”.

Apesar de se encontrar em viagem para Pequim, na China, Manuel Sobrinho Simões foi informado da decisão na noite anterior à sua partida e expressou “grande satisfação pela notícia”. O Prémio Pessoa, atribuído anualmente, desde 1987, pela Unisys e o Expresso, visa premiar uma personalidade portuguesa que ao longo do ano tenha “assumido um papel importante para a sociedade em geral”.
Ver comentários