Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Sócrates volta a acusar MP de "campanha maldosa de difamação"

Suspeito da Operação Marquês mostrou-se muito crítico à entrada de nova sessão de interrogatório.
13 de Março de 2017 às 14:42
Sócrates atacou Ministério Público à entrada do interrogatório no DCIAP
José Sócrates
Sócrates atacou Ministério Público à entrada do interrogatório no DCIAP
José Sócrates
Sócrates atacou Ministério Público à entrada do interrogatório no DCIAP
José Sócrates
José Sócrates compareceu ao início da tarde desta segunda-feira no DCIAP de Lisboa, para ser interrogado no âmbito da Operação Marquês. O antigo primeiro ministro falou aos jornalistas e teceu duras acusações ao Ministério Público.

Respondendo ao que diz ser uma "encenação para as televisões e campanha de difamação, maldosa, nos jornais", Sócrates voltou a dizer-se inocente e vítima de uma campanha difamatória.

"Os responsáveis deste inquérito gostam de transformar qualquer diligência num espetáculo (...)Já tive ocasião de transmitir publicamente o quanto me repugnam estes métodos".

Sobre as recentes suspeitas que o ligam ao BES e à PT, Sócrates rejeita todas as alegações: "Venho defender-me da campanha recente de insinuações e de suspeitas que é uma campanha absurda, delirante, absurda, falsa, injusta e mentirosa. Pretendem apresentar-me como se eu fosse uma pessoa próxima do Dr. Ricardo Salgado, como se tivesse alguma coisa a ver com os seus interesses, com os interesses do BES ou com os interesse da administração da PT, o que é absurdo".

"Quero recordar que a única intervenção do governo a que eu presidi teve na PT foi, utilizando a 'golden share' ter a intervenção legítima de impedir a venda da VIVO para que fossem distribuídos dividendos aos seus acionistas"

O antigo primeiro-ministro lembra que a intervenção do seu governo na PT "foi contra os interesses da administração do Dr. Ricardo Salgado, contra o interesse do BES e contra o interesse da administração da PT".

Sócrates voltou a dizer-se inocente: "Nunca recebi dinheiro de ninguém. É absurdo, é injusto. Alguém que vos diz essas coisas que apresente as provas".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)