Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Solto após violar menina de 14 anos

A menina, de 14 anos, estava junto à sua casa quando foi atacada e violada por um homem que conhecia. Em menos de oito dias, a PJ da Guarda conseguiu reunir provas e deter o suspeito mas o tribunal decidiu mandá-lo em liberdade, somente com apresentações periódicas às autoridades policiais.

23 de Maio de 2009 às 00:30
Solto após violar menina de 14 anos
Solto após violar menina de 14 anos FOTO: Ilustração de Ricardo Cabral

O alegado violador, um desempregado de 36 anos, foi detido na terça-feira, dia 19. Não tem antecedentes criminais conhecidose esta terá sido a única vez que abusou da vítima, residente em Manteigas, que estava sozinha quando foi abordada e atacada.

A violação aconteceu no início da semana, no dia 11, e a denúncia foi feita à GNR de Manteigas pelos familiares da menina, que lhes contou o ataque de imediato. Apesar de a PJ da Guarda ter "encontrado dificuldades" para descobrir o suspeito, a detenção acabou por concretizar--se apenas oito dias após o crime, contou ontem ao CM fonte policial. O homem foi capturado "sem oferecer resistência".

A menina terá sido violada "junto à sua própria casa" e o agressor "mantinha relações de proximidade com a vítima", embora não exista qualquer laço familiar entre ambos, como salientou fonte conhecedora do processo.

Já o coordenador da PJ da Guarda adiantou que "foram recolhidos uma série de elementos, como vestígios biológicos e roupa", que poderão fazer prova do crime de violação. Além disso, explicou Artur Vaz, há também os resultados dos exames médico-legais efectuados à menina, que confirmarão a violação de que foi vítima.

Mas as investigações ainda não estão concluídas, já que a PJ procura pormenorizar os contornos em que aconteceu a violação, quando a vítima estava junto à casa dos pais. "As circunstâncias ainda não estão totalmente esclarecidas", sublinhou uma fonte policial.

O suspeito foi sujeito ao primeiro interrogatório judicial no Tribunal da Guarda e está em liberdade a aguardar o julgamento.

PORMENORES

ABUSOS SEXUAIS

O Instituto de Medicina Legal examinou 665 crianças com menos de 14 anos suspeitas de terem sido vítimas de crimes sexuais em 2007.

MAIORIA MENINAS

Entre os menores contam-se 545 meninas e 120 rapazes. Queixas subiram com o caso Casa Pia.

CRIME CONTINUADO

O Código Penal prevê o ‘crime continuado’ para estes delitos. Perante a Lei, é igual cometer o crime uma ou mais vezes sobre a mesma pessoa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)