Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Stand tira 360 mil quilómetros a Mercedes em Paredes

Empresa acabou condenada a restituir o valor com juros, perante a devolução do carro.
Manuel Jorge Bento 21 de Novembro de 2021 às 10:10
Cliente venceu processo na Justiça
Cliente venceu processo na Justiça FOTO: direitos reservados
Comprou um Mercedes-Benz usado, com 181 785 quilómetros registados e aparentemente em bom estado, por 13 mil euros, num stand de Paredes, em maio de 2016.

Mas, afinal, o conta-quilómetros tinha sido adulterado e a viatura já tinha 544 546 (360 mil km acima do indicado). Confrontado pelo cliente, o gerente do stand disse que nada tinha que ver com o assunto. O caso foi para tribunal e a empresa acabou condenada a restituir o valor com juros, perante a devolução do carro.

Após a compra, o condutor foi reparando em anomalias: retrovisores danificados, o motor desligava-se sozinho e a caixa de velocidades descontrolava-se. O mau estado da viatura foi confirmado numa oficina oficial e o dono levou o carro à inspeção. Ali foi detetado que a viatura, já em 2012, tinha 497 063 km. O conta-quilómetros fora adulterado, entre 2012 e 2013, para 150 mil km.

Antes de o Mercedes chegar às mãos do lesado, tivera sete donos em 15 meses, tendo sempre quilometragem registada abaixo de 200 mil km. Após condenação, o stand recorreu, mas a Relação do Porto manteve a decisão. 

Mercedes Paredes Mercedes-Benz crime lei e justiça
Ver comentários