Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

STOP AOS EXCESSOS

A partir do próximo domingo, os veículos que circulem a mais de 90 quilómetros na VCI, no Porto, serão detectados e registados por radares de controlo de velocidade e câmaras de vídeo ocultas, cujas imagens são enviadas em segundos para a sala de controlo de tráfego instalada no edifício da Câmara Municipal do Porto.
25 de Janeiro de 2003 às 00:00
Após uma fase experimental, o Sistema de Controlo de Velocidade (SCV), que custou cerca de meio milhão de euros, entra em funcionamento à meia-noite de hoje e os condutores de ligeiros e pesados que excedam os 90 quilómetros estão sujeitos a coimas entre os 120 e os 1200 euros. Os automobilistas que circulem a velocidade inferior a 40 também serão penalizados.

A partir de Março, o sistema vai ficar ligado à base de dados do Ministério da Justiça, para de uma forma mais rápida se apurar a identidade do proprietário da viatura e recuperar os veículos furtados.

A velocidade excessiva é detectada por sinais ocultos no pavimento que accionam um mostrador instalado numa estrutura sobre a VCI a 150 metros no qual aparece o número 90 a avisar o condutor para reduzir a velocidade a fim de evitar a infracção. Se isso não acontecer, o radar e as câmaras de vídeo accionam, embora no caso de dois veículos circularem quase juntos e a alta velocidade só um será detectado.

"Isto não é uma caça à multa, mas apenas para que os condutores moderem a velocidade e evitem as multas", assegurou Rui Rio, observando que os objectivos são reduzir a sinistralidade, aumentar a segurança e uniformizar as velocidades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)