Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Sucateira ilegal fechada pela GNR

Operação a nível nacional levou ainda ao fecho de duas outras sucateiras em Lisboa e Setúbal, a 87 contraordenações e à detenção de três pessoas.
1 de Março de 2014 às 16:49
Sucateira, a funcionar sem licença à entrada de Faro, foi encerrada pela GNR
Sucateira, a funcionar sem licença à entrada de Faro, foi encerrada pela GNR FOTO: Luís Costa

Uma sucateira ilegal foi encerrada e selada pelo Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Faro da GNR numa operação desencadeada anteontem à tarde, e que encerrou ainda dois outros sucateiros, em Setúbal e Lisboa.

Segundo o CM apurou junto de fonte do Comando da GNR na região, na ação em Faro "foram fiscalizadas duas operadoras de gestão de resíduos situadas nas proximidades da cidade". Numa, os militares "instauraram três autos de contraordenação por irregularidades diversas, nomeadamente mistura indevida de resíduos". Já na segunda, a Fonseca e Mendes, foi decidido o encerramento "por falta de licenciamento", referiu a mesma fonte.

"A empresa, que procedia à compra e venda de resíduos, estava completamente ilegal", explicou, acrescentando que, apesar do aparato da operação da GNR, "o encerramento e selagem da sucateira decorreu dentro da normalidade".

A operação de fiscalização a nível nacional resultou ainda na apreensão de seis quilos de cobre e na detenção de três pessoas, além de um total de 87 autos de contraordenação. Foram envolvidos 876 militares da GNR, tanto dos comandos territoriais quanto da Unidade Nacional de Trânsito e ainda da Unidade de Ação Fiscal.

De acordo com a Guarda, as ações de fiscalização foram orientadas para "as vias potencialmente usadas para o escoamento dos materiais furtados e para os locais suspeitos de efetuarem a sua recetação".

sucateira ilegal GNR Faro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)