Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Suicidou-se no hospital

Um homem pôs termo à vida atirando-se do quinto andar do Hospital Distrital de Portalegre, durante a madrugada de ontem. O indivíduo, toxicodependente e residente em Portalegre, estava internado com um historial clínico bastante complicado, resultado do vício da droga.
20 de Novembro de 2006 às 00:00
O incidente ocorreu por volta da 01h20, quando o doente se lançou pela janela do quarto onde estava internado, sozinho, no serviço de Medicina de Homens, que funciona naquele piso. Além da dependência de heroína, o suicida era também seropositivo e estaria a passar por uma crise devido à falta de droga durante o tratamento, de acordo com fonte hospitalar.
Luís Ribeiro, presidente do Conselho de Administração da unidade de saúde, diz que vai ser aberto um inquérito interno e que o caso seguirá para o Ministério Público. Quanto ao facto de ser possível uma situação destas ocorrer num hospital, o responsável diz que nada pode ser feito.
“Não é possível transformar os hospitais em cadeias. Não se podem pôr grades em todas as janelas, é uma situação que é impossível de contrariar”, disse Luís Ribeiro.
O Hospital de Portalegre tem antecedentes em situações semelhantes. Já foi o local escolhido para outros suicídios, quase sempre aproveitando a altura do edifício para consumar o acto.
“O primeiro que me lembro foi há 20 anos e o último teve lugar há pouco mais de um ano. Neste período de tempo terão sido cinco ou seis situações idênticas”, disse ao CM fonte dos bombeiros locais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)