Sub-categorias

Notícia

Supremo mantém penas a três membros de rede que burlou dezenas de idosos

Burlões abordavam idosas na rua e solicitavam objetos de ouro para fotografar, que depois roubavam.
12.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Supremo mantém penas a três membros de rede que burlou dezenas de idosos
Tribunal da Relação do Porto Foto Eduardo Martins
O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) manteve as penas aplicadas a três membros de uma rede que burlou e roubou objetos em ouro a dezenas de idosos em todo o país, informou esta segunda-feira a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto, na Internet, o STJ rejeitou o recurso interposto pelos três arguidos, mantendo a decisão proferida pelo Tribunal da Relação do Porto (TRP), que tinha agravado as penas a dois deles.

O principal arguido, atualmente em prisão preventiva, vai cumprir uma pena de dez anos de prisão, depois de ter sido inicialmente condenado no Tribunal de Espinho a cinco anos e quatro meses, por dois crimes de roubo e quatro de burla.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!