Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Supremo Tribunal confirma pena de 18 anos de prisão para ex-fuzileiro que matou vizinha à facada

Arguido, de 54 anos, está em prisão preventiva desde a altura do crime.
Ana Isabel Fonseca 8 de Janeiro de 2021 às 17:34

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a pena de 18 anos de cadeia para um antigo fuzileiro. O arguido, de 54 anos, matou uma vizinha com várias facadas num café em Guimarães. O crime ocorreu a 20 de abril de 2019.

O Ministério Público tinha recorrido da decisão de 1ª instância. Não se conformava com o facto de o crime de homicídio consumado ter deixado de ser qualificado. O procurador defendia que na origem dos factos esteve um motivo fútil e pedia uma pena nunca inferior a 21 anos. Os juízes conselheiros não deram provimento ao recurso e decidiram manter a pena aplicada na 1ª instância. José Neves Ferreira agiu por acreditar que estava a  ser alvo de gozo. Para além de matar Maria José Dias, o homem esfaqueou ainda dois filhos da vítima e uma outra jovem.

O arguido está em prisão preventiva desde a altura do crime.

Lisboa Supremo Tribunal de Justiça Guimarães crime lei e justiça crime julgamentos homicídio
Ver comentários