Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Suspeito de fogo posto em Estremoz fica com apresentações periódicas

Incêndios, dos quais este homem é suspeito, aconteceram com 22 dias de diferença.
José Lameiras 1 de Janeiro de 2022 às 18:28
A carregar o vídeo ...
Suspeito de fogo posto em Estremoz fica com apresentações periódicas

Apresentações periódicas e proibição de contactar e de se aproximar da militar que residia no apartamento que ardeu. Foram estas as medidas de coação aplicadas a um homem, de 29 anos, suspeito de pegar fogo a uma casa e um carro, na zona dos blocos militares em Estremoz. Depois de detido pela Polícia Judiciária Militar e ouvido em primeiro interrogatório no DIAP de Évora, este homem acabou por ficar em liberdade, escapando assim à prisão preventiva.

Os incêndios, dos quais este homem é suspeito, aconteceram com 22 dias de diferença, com um carro a arder por completo na madrugada de 3 de Dezembro e uma casa, pertencente ao Exército, a ser destruída pelas chamas, após uma explosão, no dia de Natal. 

Depois do incêndio, a militar apresentou também queixa por violência doméstica, contra o mesmo homem. Suspeito e vítima tiveram uma relação amorosa, que terminou há já algum tempo.

Estremoz Polícia Judiciária Militar DIAP Évora crime lei e justiça acidentes e desastres polícia
Ver comentários
}