Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Suspeito de ter ateado fogos fica na prisão

Veículo dos bombeiros foi destruído num dos incêndios.
José Carlos Eusébio 6 de Julho de 2017 às 08:43
Homem suspeito do fogo que, a 12 de junho, consumiu veículo dos bombeiros
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Homem suspeito do fogo que, a 12 de junho, consumiu veículo dos bombeiros
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Homem suspeito do fogo que, a 12 de junho, consumiu veículo dos bombeiros
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Viatura dos bombeiros destruída pelo fogo em Monchique
Ficou em prisão preventiva o homem de 55 anos detido por uma patrulha da GNR de Monchique por ter ateado, na terça-feira de manhã, um fogo em Corte Cibrão, na zona de Marmelete. Além deste incêndio, é suspeito de ser o responsável por outros fogos na serra de Monchique, nomeadamente o que ocorreu no dia 12 de junho, no qual ardeu um veículo dos bombeiros.

Ao que o CM apurou, o homem foi detetado por um casal de estrangeiros quando estaria a atear fogo numa zona de mato. A GNR foi alertada, tendo uma patrulha que se encontrava na zona acabado por o deter. 


O homem, que terá usado um isqueiro e confessado a autoria do fogo, é suspeito de ter provocado outros incêndios na serra. O mais grave aconteceu há três semanas, tendo ardido um veículo dos Bombeiros de Portimão.

Este fogo foi combatido por mais de 100 operacionais e dois helicópteros.

PORMENORES 
Residente em Marmelete
O alegado incendiário, residente na zona de Marmelete, não tem uma ocupação profissional fixa. Foi ontem presente ao Tribunal de Portimão, que determinou a sua prisão preventiva. Recolheu à cadeia de Silves.

Rapidez de combate
O fogo de terça-feira foi combatido por 42 operacionais dos Bombeiros de Monchique, Portimão e Aljezur, com a ajuda de um helicóptero. Nesta altura, existe uma equipa de combate colocada em Marmelete, o que permitiu uma rápida intervenção. Ardeu sobretudo mato.
Tribunal de Portimão GNR Monchique Corte Cibrão Silves Marmelete incêndios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)