Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Suspeito de violência doméstica barricou-se em casa em Castelo de Paiva

O suspeito terá ameaçado com uma arma de fogo a mulher e o filho.
22 de Fevereiro de 2017 às 17:15
Violência doméstica
Violência doméstica FOTO: Ricardo Cabral
Um homem de 57 anos, suspeito de violência doméstica residente em Castelo de Paiva, esteve barricado em casa na noite de terça-feira, durante mais de três horas, acabando por entregar-se às autoridades, informou hoje a GNR.

Em declarações à Lusa, fonte da GNR disse que o caso iniciou-se quando os militares foram chamados cerca das 18:00, para uma situação de violência doméstica.

Segundo a mesma fonte, o suspeito terá ameaçado com uma arma de fogo a mulher e o filho, que entretanto conseguiram fugir de casa e alertar a GNR.

Quando os militares chegaram ao local, "o indivíduo encontrava-se fechado em casa, tendo acedido entregar-se após um diálogo de três horas", refere um comunicado da GNR.

Durante uma busca à sua residência, os militares apreenderam um revólver, duas pistolas de alarme transformadas, quatro espingardas de ar comprimido, diversas munições e dois artefactos pirotécnicos.

Ainda na terça-feira, a GNR deteve em Madaíl, Oliveira de Azeméis, um homem de 37 anos, pela prática do crime de violência doméstica.

Na sequência de uma busca domiciliária, foram apreendidas uma arma de fogo, uma espingarda de ar comprimido, 54 munições, duas latas com pólvora e um petardo.
Castelo de Paiva Lusa GNR Oliveira de Azeméis crime lei e justiça polícia questões sociais política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)