Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Suspeito de violência doméstica em prisão preventiva após violar medidas de coação

Arguido tentou contactar com a ofendida.
Lusa 23 de Setembro de 2019 às 18:18
Tribunal xxx
Tribunal xxx FOTO: Direitos Reservados
Um homem suspeito de violência doméstica foi detido e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, por ter violado as medidas de coação que anteriormente lhe tinham sido decretadas, divulgou esta segunda-feira o Ministério Público de Évora.

Em comunicado publicado esta segunda-feira na página de Internet do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o Ministério Público (MP) indicou que o suspeito de 32 anos foi detido na semana passada.

Segundo o MP, existem "fortes suspeitas" de que o homem tenha "violado as medidas de coação" que lhe tinham sido anteriormente fixadas, no âmbito de um inquérito onde se investigam suspeitas da prática de factos "integradores do crime de violência doméstica".

"O arguido é suspeito de manter, de forma repetida, desde o início do relacionamento com a vítima, em 2017, comportamentos violentos, físicos e psicológicos sobre a sua companheira", pode ler-se no comunicado.

O arguido já tinha sido detido no dia 12 deste mês, referiu o MP, indicando que o homem, após ser presente a primeiro interrogatório judicial, foi indiciado da prática de um crime de violência doméstica.

Foram-lhe então "aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos através de qualquer meio com a ofendida e de proibição de permanência na residência e/ou local de trabalho da mesma, medidas fiscalizadas por meios técnicos de controlo à distância", adiantou.

Contudo, acrescentou o MP, o arguido "violou de forma consciente, voluntária e intencional" as medidas de coação aplicadas, tendo tentado contactar com a ofendida.
Ministério Público de Évora Évora crime lei e justiça investigação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)