Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Suspeito de violência doméstica preso por cortar pulseira eletrónica em Vila Flor

Homem ficou em prisão preventiva após ser presente a tribunal.
Lusa 4 de Janeiro de 2021 às 17:10
GNR, xxx
GNR, xxx FOTO: Rui Minderico
Um suspeito de violência doméstica foi posto em prisão preventiva, em Vila Flor, no distrito de Bragança, por ter cortado a pulseira eletrónica aplicada para o afastar da vítima, informou hoje a GNR.

O alerta foi dado à GNR, no domingo, pela Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais com um pedido para "averiguar o funcionamento de uma pulseira eletrónica para garantir a distância de, pelo menos, 300 metros da vítima".

O portador da pulseira era um homem de 36 anos que os militares da GNR abordaram e verificaram que "tinha cortado" o dispositivo, de acordo com informação divulgada pelas Relações Públicas do Comando Distrital de Bragança da GNR.

O homem foi detido e presente hoje ao Tribunal Judicial de Vila Flor, que lhe aplicou a medida de coação mais grave, a prisão preventiva, por violação de imposições, proibições ou interdições.

Vila Flor Bragança GNR crime lei e justiça crime
Ver comentários