Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Taberneiro assassinado à facada

Um taberneiro estava a aviar rebuçados a um grupo de raparigas quando foi surpreendido ontem por quatro homens encapuzados que lhe exigiram o dinheiro das rendas de edifícios que tinha em Alcobaça. “Zé Luís da Lameira”, como era conhecido, resistiu e foi esfaqueado até à morte pelos assaltantes, que fugiram levando apenas uns trocos da caixa.
9 de Fevereiro de 2008 às 00:30
O homicídio ocorreu pelas 13h00, em Lameira, no concelho de Alcobaça, na taberna/mercearia de José Luís Cordeiro Gomes, que completara 73 anos na véspera. Situado à beira da EN8, o estabelecimento foi herdado do pai e ganhou fama por vender bacalhau de boa qualidade.
Nos últimos anos, com o aparecimento das grandes superfícies comerciais, a mercearia já pouco vendia, mas José Luís Gomes mantinha a porta aberta, dedicando a maior parte do tempo a vender vinho a copo.
Ontem de manhã, saiu cedo – pelas 09h00 – e foi a Alcobaça cobrar as rendas relativas a vários escritórios e lojas de que era proprietário.
Voltou pouco antes do almoço e esteve à conversa com um pintor de construção civil que contratara para pintar de branco as janelas da mercearia. Eram 13h10 quando o pintor deixou o trabalho para ir almoçar.
Entretanto, um grupo de raparigas entrou no estabelecimento, dirigiu-se ao balcão e pediu rebuçados. O taberneiro estava a aviar o pedido quando foi surpreendido pelos quatro homens encapuzados que estavam armados com uma faca.
“Ele ainda disse aos ladrões para não fazerem mal às miúdas”, contou José de Sousa Cordeiro – conhecido por ‘Zé Russo’ – primo afastado da vítima, que chegou à taberna pouco depois do crime.
Segundo informações das autoridades policiais, o taberneiro resistiu ao assalto e foi esfaqueado pelos ladrões, que fugiram num carro azul escuro. Ao que tudo indica, não terão conseguido roubar o dinheiro das rendas, levando apenas uns trocos que estavam na caixa.
José Luís Gomes sofreu “múltiplas facadas” e ainda tentou subir as escadas para a residência, no piso de cima, mas caiu junto ao balcão, vindo a ser encontrado “no meio de uma poça de sangue”.
MORTO APÓS 13º ANIVERSÁRIO
Às sextas-feiras, José de Sousa Cordeiro tinha o hábito de ir beber um copo de vinho, logo após o almoço, à taberna de José Luís Gomes. Ontem estranhou por a porta estar fechada, mas só quando viu a mulher do taberneiro com as mãos sujas de sangue se apercebeu do drama. “Quem fez o ‘serviço’ fechou as persianas e a porta”, disse, mostrando-se convicto de que “isto – o homicídio – foi feito por pessoas de fora”. Na véspera tinha brindado ao aniversário do taberneiro.
DETALHES
SOCORRO
Os Bombeiros Voluntários de Alcobaça foram chamados e fizeram deslocar uma ambulância de socorro. Mas quando chegaram a Lameira já encontraram o taberneiro morto.
INVESTIGAÇÃO
A investigação do homicídio está a cargo da Polícia Judiciária de Leiria. Vários inspectores estiveram no estabelecimento até às 17h00, a recolher vestígios do crime.
TESTEMUNHAS
As raparigas que estavam a comprar rebuçados e o pintor foram ontem ouvidos pelos investigadores. O corpo foi removido para autópsia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)