Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Técnica segue encontros de Esmeralda com o pai

São “descontraídos” e “informais” os encontros entre Esmeralda e o pai biológico, disse ontem ao CM José Luís Martins, advogado de Baltazar Nunes, que acusa os pais afectivos da menor de a estarem a “instrumentalizar”.
1 de Junho de 2007 às 00:00
Baltazar Nunes tem visto a filha
Baltazar Nunes tem visto a filha
“Os encontros são acompanhados por uma técnica, que tem facilitado a aproximação” entre pai e filha, explicou o causídico, frisando que “está tudo a decorrer bem e isso é que incomoda o casal, que exibe a menor como um troféu”.
Por seu lado, Tomás Albuquerque, advogado da mãe biológica, admite que a menor esteja a viver um “período de estranheza” e adianta que Aidida Porto está “entusiasmada com as visitas”.
O causídico ficou surpreendido com o relatório do pediatra que lhe receitou calmantes para travar a ansiedade, pois “desconhecia em absoluto” problemas com as visitas.
Esmeralda tem cinco anos e está a ser disputada pelo casal que a cria desde os três meses e pelo pai biológico, a quem o tribunal atribuiu o exercício do poder paternal. A mãe biológica também requereu o poder paternal, mas quer que a menina continue a viver com o casal. O requerimento ainda não foi analisado pelo tribunal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)