Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Telemóvel ao volante dá origem a 107 multas por dia

PSP e GNR apanharam 39 276 condutores em 2018. Estudo da PSP diz que uso do telemóvel aumenta quatro vezes o risco de acidente.
Miguel Curado 13 de Janeiro de 2019 às 01:30
A operação decorreu da preocupação da Guarda Nacional República com o aumento do número de infrações
Ler e enviar mensagens ao telefone é um dos comportamentos de risco mais frequentes
Multas, telemóvel, condutores
A operação decorreu da preocupação da Guarda Nacional República com o aumento do número de infrações
Ler e enviar mensagens ao telefone é um dos comportamentos de risco mais frequentes
Multas, telemóvel, condutores
A operação decorreu da preocupação da Guarda Nacional República com o aumento do número de infrações
Ler e enviar mensagens ao telefone é um dos comportamentos de risco mais frequentes
Multas, telemóvel, condutores

A GNR e a PSP passaram, em média, 107 multas por dia em 2018 por uso do telemóvel durante a condução, num ano em que o total de infrações chegou perto das 40 mil. A multa é de 120 euros, dentro ou fora das localidades.

Dados avançados pelas duas forças de segurança indicam que a PSP multou 17 050 condutores e a GNR 22 226 em 2018, totalizando 39 276 infrações por uso do telemóvel na condução. Em relação a 2017, registaram- -se menos 2385 infrações. Os mesmos dados mostram que as duas forças de segurança detetaram 237 045 automobilistas a usarem telemóvel ao volante nos últimos cinco anos. A GNR foi quem mais autuou e em 2015 registando 28 963 ocorrências.

Fonte da PSP explicou que os autos por uso indevido do telemóvel durante a condução, "compreendem também a utilização pelo condutor, durante a marcha do veículo, de auscultadores ou sistema de alta voz". Aliás, o mesmo responsável aponta a existência de vários estudos, que revelam que a utilização do telemóvel durante a condução aumenta quatro vezes o risco de ocorrência de acidentes de viação. A Polícia compara mesmo uma conversa telefónica ao volante à condução sob o efeito do álcool.

A GNR frisa também que o uso destes aparelhos "é uma das principais preocupações na prevenção da sinistralidade", alertando ainda que a consulta de GPS ou tablets ao volante representa um perigo para os condutores. Em 2018 morreram 513 pessoas em acidentes nas estradas nacionais, mais três do que em 2017.

PORMENORES

GNR multa mais
É a GNR que tem o recorde de multas de condutores ao telemóvel. Em 2015, autuou 28 963 que conduziam e falavam ao telemóvel em simultâneo, seguindo- -se 2016, com 24 676 multas passadas.

Distração
PSP e GNR apontam a distração do condutor como a principal consequência do uso do telemóvel ao volante. Faz aumentar o tempo de reação e leva a uma má interpretação das sinalizações.

Mais acidentes
Além do aumento de mortes, em 2018 também subiu o número de acidentes. Registaram-se 132 378 desastres, mais 2170 do que os ocorridos nas estradas durante todo o ano de 2017.

GNR PSP Polícia GPS telemóvel multas coimas estrada condutores multados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)