Temporal dá prejuízo de 4 milhões na costa de Faro

Ministro do Ambiente percorre esta quarta-feira zonas mais afetadas pela intempérie na orla costeira.
14.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O temporal que no início do mês atingiu Faro provocou prejuízos avaliados em quatro milhões de euros só na orla costeira do município. A autarquia espera agora apoio do Governo para reparar os danos, tendo registado um total de sete milhões em perdas.

Fonte da Câmara de Faro disse ao CM que existem "soluções orçamentais" para os prejuízos registados no imobiliário urbano - bancos, postes de eletricidade ou árvores - mas espera ajuda do Estado para intervir na zona litoral. A visita do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, hoje, será aproveitada pelo executivo municipal para abordar o assunto.

"Trata-se do maior prejuízo causado por fenómenos climatéricos na história contemporânea do concelho", destaca a autarquia que, além de pedir "um carregamento urgente do areal para proteção de pessoas e bens", também quer encontrar uma solução definitiva para a erosão costeira nas ilhas Barreira da ria Formosa.

A visita do ministro, no entanto, começará às 12h00 na praia dos Três Irmãos, em Portimão - outra das zona afetadas pela intempérie. Depois, João Pedro Matos Fernandes vai à Fuseta, Olhão, e só às 15h30 é esperado na praia de Faro. O dia termina com uma reunião com todos os autarcas da região na Comunidade Intermunicipal do Algarve. Esta visita esteve marcada para a passada segunda- -feira, mas apenas a secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, se deslocou a Faro, para analisar a situação de 150 pessoas que ficaram desalojadas no Cerro do Bruxo.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!