Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Tenente-coronel dá soco na cara a general

Major-general Carlos Chaves acusou o tenente-coronel piloto aviador Brandão Ferreira de o ter agredido.
11 de Maio de 2019 às 09:24
O general Carlos Chaves acusou o tenente-coronel Brandão Ferreira de o ter agredido com um soco na cara. De acordo com declarações de Chaves ao jornal Sol, Brandão Ferreira deu-lhe "um soco mal abri o vidro do carro".

Chaves é major-general na reforma. Uma testemunha ocular alega: "Encontrei-o a sangrar como um touro."

Em abril, Chaves deu uma entrevista ao jornal i em que aludiu a Brandão Ferreira: "O juramento ou é sentido, interiorizado e praticado ou é mais um ato gratuito. A pessoa que vai a tribunal também jura dizer a verdade. Os espanhóis vão ao exagero de beijar a bandeira um a um. Tudo bem. Mas depois é preciso justificar no dia-a-dia. Sou colega de curso do tenente-coronel piloto aviador Brandão Ferreira, dormíamos lado a lado. Sempre foi a antítese do militar. Alguém disse que a religião católica é tão boa, tão boa, que mesmo os padres que tentaram acabar com ela não conseguiram. E eu aplico isto aos militares."

Após a entrevista, Brandão Ferreira enviou um direito de resposta ao jornal em que indicava que a direção "passará, no futuro, a ter mais cuidado com quem escolhe para entrevistar".
Chaves Carlos Chaves Brandão Ferreira major-general tenente-coronel política crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)