Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Tentou tirar-me a faca e espetou-a no peito”, disse Ana Costa sobre a morte do companheiro pela qual é acusada

Ana Costa está acusada de ter matado o companheiro por ciúmes em Estarreja.
Paulo Jorge Duarte 8 de Abril de 2021 às 09:15
Ana Costa, de 45 anos, quarta-feira no Tribunal de Aveiro
Nuno Ribeiro, de 44, foi  assassinado  em maio de 2020
Ana Costa, de 45 anos, quarta-feira no Tribunal de Aveiro
Nuno Ribeiro, de 44, foi  assassinado  em maio de 2020
Ana Costa, de 45 anos, quarta-feira no Tribunal de Aveiro
Nuno Ribeiro, de 44, foi  assassinado  em maio de 2020
"Peguei numa faca de cozinha para me matar, o meu marido tentou tirar-ma e acabou por a espetar no próprio peito e morrer.” Foi desta forma que Ana Costa descreveu, no Tribunal de Aveiro, os contornos da morte de Nuno Ribeiro, de 44 anos. A mulher, de 45 anos, começou esta quarta-feira a ser julgada por violência doméstica e pelo homicídio do companheiro, ocorrido a 15 de maio de 2020, em Beduído, Estarreja, na habitação da família.

O casal discutia com frequência por causa dos ciúmes da arguida, que estava convencida de que a vítima tinha relações extraconjugais. Segundo a acusação do Ministério Público, Ana Costa esfaqueou o marido no peito, junto ao coração, por causa de uma mensagem que este tinha recebido. O filho, que na altura do crime tinha 17 anos, terá testemunhado a morte do pai e deu o alerta. O jovem ficou em pânico e pediu ajuda aos vizinhos. A arguida está presa.

pormenores
Queixas na GNR
Ana Costa e Nuno Ribeiro apresentaram queixa um contra o outro na GNR de Estarreja por violência doméstica, em julho de 2018. O casal teve uma discussão violenta nessa altura, após a arguida ter descoberto um caso extraconjugal do marido.

Versão levanta dúvidas
A versão de morte acidental , apresentada pela arguida, suscitou esta quarta-feira dúvidas ao coletivo de juízes do Tribunal de Aveiro por causa da diferença de altura da arguida e da vítima (1,46 e 1,71 metros) e peso (53 e 85 quilos), respetivamente.
Ver comentários