Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Terceiro assalto

A sede da Associação Pomba da Paz, no Catujal, em Loures, foi assaltada ontem de madrugada pela terceira vez, deixando mais de uma centena de crianças sem actividades pré-escolares, disse à Lusa o presidente da instituição.
9 de Janeiro de 2007 às 00:00
A GNR do Catujal tomou conta das investigações ao assalto
A GNR do Catujal tomou conta das investigações ao assalto FOTO: Raúl Coelho
Arlindo de Almeida disse que foram levadas duas máquinas fotográficas, um DVD e dois telemóveis. Segundo o presidente da instituição de solidariedade social, os assaltantes entraram por uma porta traseira da associação, que funciona num pavilhão pré-fabricado.
“Rebentaram a persiana e a vidraça da porta para entrarem na associação”, relatou Arlindo de Almeida, lamentando não haver respeito por instituições que prestam apoio à comunidade.
Segundo o responsável, a sede da associação já foi assaltada três vezes, a delegação da Quinta do Mocho duas vezes e a extensão do Catujal Norte uma vez.
Na sede da Associação funcionam três salas de jardim-de-infância, uma creche e um ateliê de tempos livres (ATL), frequentadas por cerca de 140 crianças.
“Hoje as salas estarão encerradas, esperamos retomar a actividade terça-feira”, adiantou o presidente da Associação.
Arlindo de Almeida acrescentou que há outros serviços que vão ficar afectados devido ao assalto, uma vez que é na sede que são confeccionadas as refeições para a creche familiar, onde estão 40 crianças, e para a extensão norte do Catujal, que presta apoio a 46 meninos.
A Associação Pomba da Paz comemora este ano 25 anos e há 20 anos que presta apoio à comunidade.
Ver comentários