Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Terra treme em Lisboa e Leiria

A terra tremeu ontem à noite nos distritos de Lisboa e Leiria sem se registarem danos ou vítimas a lamentar. O sismo, de 3,6 na escala de Richter (0 a 9), teve o seu epicentro a seis quilómetros a nordeste da Lourinhã e foi registado às 20h52. Um abalo similar ao ocorrido a 1 de Dezembro de 2005.
16 de Abril de 2006 às 02:07
O abalo foi sentido em vários zonas de Lisboa, Cascais, Costa de Caparica, Alverca, Lourinhã, Torres Vedras, Caldas da Rainha, Amoreira (Óbidos) e Peniche. Os Sapadores Bombeiros de Lisboa receberam, pelo menos, quinze chamadas.
Na Lourinhã e na Amoreira, os próprios bombeiros sentiram o chão abanar. Marco Silva, dos Voluntários da Lourinhã, disse ao CM não haver danos a registar: “Houve casas que abanaram e sentimos o quartel a abanar. As pessoas ligaram para cá [para o quartel] para confirmar se tinha sido um sismo, ou bomba”, explicou o bombeiro, que registou cerca de 20 telefonemas.
No café Golfinho, os clientes sentiram o chão a tremer, tal como as portas dos armários de correr. Carolina Chagas explicou ao CM que nada se partiu e no estabelecimento ninguém entrou em pânico.
Na Amoreira, a dois quilómetros de Óbidos, o registo é de um grande susto. No café Central, Leonor, irmã da proprietária do estabelecimento, não consegue precisar a hora. “Estava tão apavorada que nem olhei para o relógio”, confessou. Apesar do susto, nada se partiu. As pessoas saíram à rua, mas não havia registo de danos na Amoreira. Contudo, no café Garden, na avenida principal da Costa, o proprietário do estabelecimento e os clientes sentiram o chão a tremer. “Mas foi muito rápido e de pouca intensidade”, acrescentou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)