Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Terrorista libanês detido em Marrocos usa passaporte e carta portugueses

Assumiu identidade de cidadãos lusos para circular.
João Carlos Rodrigues 10 de Janeiro de 2021 às 09:34
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: CMTV
Um libanês suspeito de ligações ao terrorismo foi detido em Casablanca depois de apresentar documentos portugueses – no caso um passaporte e uma carta de condução.

Os documentos são verdadeiros e tinham sido roubados. De acordo com A Brigada Nacional da Polícia Judiciária de Marrocos, o homem, de 57 anos, estava a ser investigado por fraude e roubo de identidade.

É membro do Hezbollah, organização política e paramilitar fundamentalista classificada como terrorista pela UE, mas apresentava-se como dono de empresas estrangeiras, levando as vítimas a entregar avultadas quantias de dinheiro como investimento.

Na rusga à casa do suspeito foram encontrados os documentos com foto e nome de cidadãos portugueses, o que levou a inserir os dados na base da Interpol, que veio a confirmar que tinham sido roubados. O homem terá usado os documentos para circular entre vários países nos últimos meses, fazendo-se passar por cidadão europeu.

Foram também encontradas duas cartas de condução de França e Itália. O caso está a ser investigado em coordenação com a Polícia Judiciária portuguesa.



Ver comentários