Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Testemunha identifica cara de assaltante

Fernando Borges é o cidadão que eu reconheço e que olha nitidamente para mim. Não tenho dúvida nenhuma". Foi assim que a testemunha Arlindo Bessa explicou ontem ao colectivo de juízes do Tribunal de S. João Novo, no Porto, porque tinha reconhecido o arguido na sala de audiências. O membro do gang de Valbom, mais conhecido pela alcunha de ‘Trico’, foi identificado quando fugia juntamente com outros dois colegas depois do assalto à ourivesaria Feira do Ouro, ocorrido a 25 de Junho de 2008 na rua de Santa Catarina.
16 de Março de 2010 às 00:30
Fernando ‘Trico’ à entrada da sala de audiências
Fernando ‘Trico’ à entrada da sala de audiências FOTO: Diogo Pinto

No assalto em questão, a funcionária, que estava sozinha na loja, foi manietada e ameaçada com uma arma de plástico. Na altura, o trio, que estava encapuzado, rebentou com a porta da ourivesaria de onde roubou cerca de 220 mil euros em ouro, jóias e diamantes.

"Ia a passar na rua, ouvi gritos de socorro e vi uma mulher com as mãos enroladas em fita adesiva", começou por contar Arlindo Bessa. O homem, que é agente da PSP do Porto mas que naquele dia estava de folga, revelou que tentou apanhar os ladrões. "Como os primeiros socorros à funcionária da loja já estavam a ser prestados por outras pessoas e eu ouvi alguém a dizer ‘fugiram para ali’ e a apontar em determinada direcção, corri atrás dos assaltantes", contou.

Os ladrões fugiram a pé por algumas ruas até entrarem num carro de marca Peugeot 306 que tinha sido roubado na noite anterior. "Vi a porta traseira a bater. Há um deles que se inclina para a frente, tranca a porta, olha claramente para mim e o condutor arranca de forma brusca", lembrou Arlindo Bessa.

A funcionária da ourivesaria, que também testemunhou ontem, admitiu que só consegue descrever a estatura física dos suspeitos. "Um era alto e entroncado, os outros mais baixinhos", disse. "O mais alto ficou comigo no armazém, amordaçou-me e amarrou-me os braços e as pernas", lembrou.

PORMENORES

Único reconhecido

‘Trico’ é o único membro do gang de Valbom a ser identificado pela cara. Já Fábio ‘do Cerco’ foi reconhecido "pelo andar" pelo inspector da PJ baleado num carjacking.

Funcionária iliba ‘skin’

A funcionária da ourivesaria, que mede cerca de 1,80 metros, comparou a sua altura com Bruno ‘Skin’. "Seria mais alto do que este", disse, referindo-se ao assaltante que a manietou.

Novas sessões

Hoje e quinta-feira prossegue o julgamento durante todo o dia. Na próxima semana há sessões de segunda a quinta.

Crimes do gang

Assaltos a ourivesarias à mão armada, homicídio tentado, carjackings, sequestro, furto, tráfico de armas, tráfico de estupefacientes, falsificação de documentos e receptação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)