Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Tio de Joana Cipriano diz agora que a tentou vender

O advogado de Leonor Cipriano divulgou uma confissão de João Cipriano na qual este admite ter tentado vender a sobrinha Joana. Aragão Correia juntou o papel assinado a um requerimento que enviou ao procurador-geral da República – e, com isto, pretende a abertura de um "novo inquérito para determinar os agentes e as causas do desaparecimento". O objectivo é tentar ilibar Leonor da morte da filha.
20 de Maio de 2009 às 00:30
Confissão, a que o CM teve acesso, escrita na prisão da Carregueira
Confissão, a que o CM teve acesso, escrita na prisão da Carregueira FOTO: Carlos Almeida

Recorde-se que Leonor e o irmão João cumprem 16 anos pelo homicídio da menina. A confissão de João terá sido entregue a Aragão Correia na prisão da Carregueira. Leonor disse que João matou Joana, mas em julgamento negou. Em Janeiro último, no julgamento que a opõe a inspectores da PJ a quem acusa de tortura, Leonor voltou a dizer que o irmão matou a menina porque a venda correu mal.

Ver comentários