Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Torneiras secas revoltam aldeia

Indignados por não terem água pública desde Julho, os moradores da aldeia de Sanfins da Castanheira, em Chaves, estão revoltados porque a empresa municipal de água enviou facturas a cobrar o consumo de água. Ontem, junto ao serviço de águas da autarquia, negaram-se a pagar a conta. "Isto é uma vergonha", repetia Domingos Morais, que garante que só a boa-vontade de alguns permite aos moradores sobreviverem.
7 de Outubro de 2011 às 01:00
Moradores protestaram junto ao serviço de águas, em Chaves
Moradores protestaram junto ao serviço de águas, em Chaves FOTO: d.r.

"Eu fiz um furo de captação e todos os dias deixo os meus vizinhos carregarem água para as suas casas, para se poderem lavar e cozinhar", explicou Domingos Morais.

Há três meses que a população reclama pela falta de água, mas o problema continua por resolver. No entanto, a recepção da factura da água irritou os moradores. "Os canos estão cheios de ar e isso faz os contadores andarem. Já tínhamos alertado para isso. O que não podem é mandar contas de 14 euros de água para pagar quando as torneiras estão secas", reclamou Fernanda. "Em Sanfins, a máquina de lavar só serve de adorno", ironizou.

José Carneiro, responsável pelo serviço de águas, garantiu ao CM que o problema vai ser solucionado com o ramal do Tronco. Até lá, camiões-cisternas vão abastecer o depósito todos os dias.

chaves torneiras águas protesto serviço câmara
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)