Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Torturado por gang em negócio de droga

Quatro homens – entre eles ‘Bianchi’, líder do ‘gang de Valbom’ (um dos grupos mais violentos do Grande Porto a cumprir pena por assaltos armados no Grande Porto) – começam a ser julgados, segunda-feira, no tribunal de Chaves. O grupo espancou ‘Pirinhos’, testemunha de uma das mortes do ‘Noite Branca’, e amarrou-o a uma árvore, de olhos vendados, após lhe incendiar o BMW.
2 de Março de 2013 às 01:00

Os arguidos estão acusados dos crimes de rapto, homicídio tentado, incêndio, falsificação de documentos, detenção ilegal de armas e roubo.

O caso remonta a novembro de 2009 e terá acontecido devido a um alegado negócio de droga. Hélder Ribeiro, conhecido por ‘Bianchi', e ‘Ice' - do gang de Miragaia - são dois dos quatro elementos que estavam no carro topo de gama e que seguiram a vítima até Vigo, em Espanha , para lhe preparar uma emboscada. ‘Pirinhos' foi barrado junto a uma casa de alterne pelo quarteto, encapuzado, e logo houve uma troca de tiros. Ainda tentou fugir, mas foi apanhado e metido na bagageira do carro. Durante dois dias foi repetidamente espancado e chegou a ser enterrado vivo numa cova, até o quarteto lhe roubar uma elevada quantia de dinheiro. Só depois foi abandonado, em Vidago, Chaves, numa zona de mato. Estava seminu, de olhos vendados, preso a uma árvore e com um colete refletor. Foi deixado a poucos metros do BMW da vítima, a que o grupo ateou fogo. ‘Pirinhos' acabou por ser encontrado, em pânico, por um casal de idosos.

chaves tortura negócio droga tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)