Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Toxicodependente agride bombeiros

Um toxicodependente a quem três bombeiros das Caldas da Rainha tentavam prestar socorro – por ter sido encontrado caído junto ao hospital – reagiu mal, agrediu-os a murro e ameaçou-os de morte.
4 de Junho de 2008 às 00:30
Os bombeiros tiveram de chamar a PSP para controlar o homem a quem estavam a prestar socorro
Os bombeiros tiveram de chamar a PSP para controlar o homem a quem estavam a prestar socorro FOTO: Carlos Barroso

Um dos soldados da paz fez uma rotura de uma veia do braço esquerdo e, como o seu sangue ficou em contacto com o do agressor (este estava ensanguentado), encontra-se a fazer a despistagem do VIH, hepatite e outras doenças.

Os bombeiros foram atacados pelas 19h30 de segunda-feira, num parque de estacionamento junto ao Hospital das Caldas da Rainha. Nuno Maria, 34 anos, Luís Santos, 29 anos, e Sérgio Pinheiro, 28 anos, foram socorrer o agressor, arrumador de carros, com idade entre os 20 e 30 anos, que estava caído no chão. 'Na primeira abordagem foi educado e com o nosso apoio seguiu para a ambulância, onde lhe pedimos para se deitar na maca. Como referiu que seria uma hipotensão, colocámos a braçadeira para medir a pressão arterial. A partir daí começaram os problemas', contou Nuno Maria ontem ao CM.

'De um momento para o outro alterou-se. Começou a tentar atingir-me com um braço e a ofender--me, alegando que estávamos a aleijá-lo', adiantou o bombeiro.

'Nunca mais tivemos o controlo da situação. Eu consegui não ser atingido, mas um dos meus colegas levou dois socos e até chegar a PSP foi dando cacetadas e murros . Já na presença da PSP, chegou a dar mais um murro em outro colega', referiu Nuno Maria. 'Disse que nos apanhava numa outra altura e houve ameaças de morte', acrescentou.

O indivíduo acabou por não ser socorrido pelos bombeiros e foi levado pela PSP ao hospital, onde também foram assistidos dois dos bombeiros. Um recebeu gelo para os hematomas e o outro iniciou a profilaxia do VIH e hepatite com retrovirais. Ambos fizeram ontem exames médico-legais em Torres Vedras. O processo vai ser enviado ao Ministério Público.

PORMENORES

AMEAÇA COM ARMA

Um dos bombeiros já fora ameaçado por uma vítima que socorria, que lhe apontou uma arma.

SEGURANÇA PRIMEIRO

Se a segurança não estiver garantida e a vítima complicar, bombeiros podem não ajudar

Ver comentários