Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Tragédia em estrada francesa

Seis emigrantes portugueses na Suíça morreram e três ficaram gravemente feridos (dois deles com prognóstico “muito reservado”), ontem à tarde, quando a carrinha em que viajavam, ao que tudo indica em direcção à Suíça, se despistou na Auto-Estrada A40, a 140 quilómetros de Lyon, França.
29 de Maio de 2006 às 00:00
 A carrinha Mercedes onde seguiam os portugueses capotou
A carrinha Mercedes onde seguiam os portugueses capotou FOTO: Dandachi Nael
O acidente deu-se às 15h40 (hora de Lisboa, mais uma em França) e as vítimas são homens entre os 18 e os 39 anos.
De acordo com fontes diplomáticas portuguesas, o acidente ocorreu nas proximidades de Châtillom-en--Michaille (a poucos quilómetros da fronteira franco-suíça) e o estado em que ficou a viatura – uma carrinha Mercedes de matrícula da Suíça – dificultou a identificação das vítimas. “Seis pessoas tiveram morte imediata e três outras ficaram feridas com gravidade”, adiantou a fonte.
Terá sido um dos feridos a indicar à Polícia que as vítimas eram portuguesas. De imediato, a Polícia accionou a linha de emergência para o consulado de Portugal em Lyon .
Segundo apurou o CM, a violência do despiste dificultou o trabalho das autoridades. “Os documentos estavam dispersos na estrada”, adiantou a fonte diplomática, que ontem à noite já sabia a identidade das vítimas. A Secretaria de Estado das Comunidades não a divulgou porque ainda não tinham sido avisadas as famílias.
Alguns dos passageiros da carrinha, explicaram os serviços de emergência francesa, foram projectados. Outros ficaram encarcerados nos destroços.
CONDUTOR TERÁ ADORMECIDO
A origem do despiste da carrinha que transportava os nove portugueses na A40 pode explicar-se com o facto de o condutor ter adormecido ao volante, revelou a Autoridade Rodoviária do Túnel do Monte Branco. A viatura deu várias voltas e imobilizou-se, capotada, sob um viaduto.
Os três feridos foram evacuados de helicóptero para hospitais – um deles seguiu para Genebra, a unidade hospitalar especializada em politraumatizados mais próxima, outro para Lyon, e o terceiro (único livre de perigo) para outra localidade francesa. Os corpos dos seis portugueses mortos foram levados para Annemasse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)