Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Traído pelo fogo após incendiar

Pedro Sousa já tinha ameaçado rebentar com a casa, em Romariz, Santa Maria da Feira, caso a mulher – que o deixou por causa dos maus tratos – não voltasse. Ontem, ao final da manhã, o homem de 45 anos regou a moradia com gasolina e ateou o fogo. A violência da explosão incendiou-lhe as roupas e provocou-lhe queimaduras graves em 60 por cento do corpo.
17 de Setembro de 2011 às 00:30
A habitação ficou bastante danificada devido ao incêndio ateado por Pedro Sousa
A habitação ficou bastante danificada devido ao incêndio ateado por Pedro Sousa FOTO: Francisco Manuel

"Ele saiu a correr, parecia uma tocha humana mas, por sorte, naquela altura passava uma ambulância e o bombeiro abafou as chamas com uma manta", contou ao CM um vizinho.

"Isto é uma desgraça. Ninguém esperava isto", afirma a cunhada Alzira Silva. "A minha irmã saiu de casa, na terça-feira, porque já não aguentava mais", explicou. Depois de ouvir a recusa da mulher, Anabela, em regressar, Pedro anunciou a tragédia. "Ameaçou que a matava, rebentava com a casa, e se suicidava. Mas não esperávamos isto", admite Alzira.

Os problemas começaram depois da morte da mãe de Pedro. "Começou a beber muito e era agressivo com a minha irmã", diz Alzira.

O homem foi assistido no local pelos bombeiros de Arrifana e equipa médica do INEM, antes de ser transportado para o Hospital da Feira onde ficou internado. Quando os bombeiros chegaram, a casa estava tomada pelas chamas e uma das preocupações foi evitar a propagação às casas vizinhas, explicou fonte dos Bombeiros de Arrifana. A PJ do Porto investiga.

INCÊNDIO VIOLÊNCIA SANTA MARIA DA FEIRA GASOLINA QUEIMADURAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)