Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Tratamento com canábis

A partir de Abril, sessenta farmácias e quatro hospitais da Catalunha (Espanha) começam a dispensar canábis (marijuana) para uso terapêutico.
2 de Fevereiro de 2005 às 00:00
A canábis será administrada no combate às dores crónicas ou náuseas em patologias como a esclerose múltipla, o cancro ou a sida, mas só nos casos em que nenhum outro tratamento seja eficaz . As doses serão individualizadas, administradas em cápsulas, que conterão a planta completa. Os pacientes terão um cartão que os identificará como estando a ser submetidos a este tipo de tratamento.
Pedro Nunes, bastonário da Ordem dos Médicos (OM), reconheceu ao CM que é favorável à utilização do produto, desde que este se revele como a única terapêutica possível. Porém, diz desconhecer qualquer situação desta natureza em Portugal.
O uso terapêutico da canábis na Catalunha será feito sob estrito controlo médico e apenas quando não haja outra solução. De acordo com o bastonário da OM, “não há uma posição no sentido da necessidade de introduzir na farmacopeia medicamentos com essa substância”. Pedro Nunes realça que os médicos portugueses “nada têm contra a terapêutica, desde que demonstre que é eficaz”. Ou seja, a OM deixa a porta aberta à adopção de medidas semelhantes em Portugal, desde que sejam disponibilizados no mercado medicamentos que contenham a substância.
O CM tentou obter uma reacção do presidente do Instituto da Droga e Toxicodependência, mas até ao fecho da edição tal não tinha sido possível. O consumo, aquisição e posse de canábis, em quantidade para consumo individual durante dez dias, está descriminalizado desde Julho de 2001.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)