Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Tratamento das águas residuais de Alcanena

Os empresários do sector dos curtumes de Alcanena, distrito de Santarém, vão investir na correcção de problemas técnicos da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do concelho, responsável pelo despejo frequente de efluentes para o rio Alviela.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
Despejo de efluentes da ETAR
Despejo de efluentes da ETAR FOTO: Paulo Cunha, Lusa
Segundo Fernando Fernandes, presidente da Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Resíduos de Alcanena (AUSTRA), já foi pedido um projecto de alterações da ETAR para corrigir o equipamento, uma vez que este apresenta sinais de degradação e está obsoleto.
“A ETAR foi mal feita e está em leito de cheia”, disse Fernando Fernandes, salientando também que a tecnologia antiga deverá ser melhorada e que só poderá haver decisões sobre o volume do investimento depois de o projecto de remodelação do equipamento estar concluído.
Nos últimos anos, a ETAR tem sido alvo de várias acusações, uma vez que as descargas de efluentes para tratar o rio contaminam as freguesias a jusante de Alcanena.
Fernando Fernandes desvaloriza e diz que os despejos são “pontuais”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)