Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Três homicidas condenados

O Tribunal de Ponta Delgada, nos Açores, condenou ontem os três arguidos de um caso de homicídio de um porteiro de discoteca a penas de prisão efectiva entre os nove e os dez anos.
15 de Dezembro de 2007 às 00:00
Segundo a decisão lida pelo juiz Araújo de Barros, dois dos arguidos foram condenados a dez anos de prisão pelos crimes de homicídio e tráfico de droga, enquanto que ao terceiro foi aplicada a pena de nove anos, referente apenas ao homicídio.
O caso remonta a 3 de Fevereiro deste ano, quando o porteiro de uma discoteca de Ponta Delgada, conhecido e tratado por ‘Rui Galhinha’, foi atingido a tiro à porta de casa, num bairro daquela cidade da ilha de São Miguel. Este caso estava relacionado com dívidas dos arguidos à vítima por tráfico de droga, já que dois dos homens ontem condenados deixaram de pagar com regularidade as quantias referentes à venda do produto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)