Três inspetores da ASAE espancados no Jamor

Vendedora reagiu com violência e foi ajudada por familiares após abordagem policial.
Por João Carlos Rodrigues|30.05.17
Três inspetores da ASAE espancados no Jamor
Negócio de contrafação de cachecóis e camisolas, sobretudo do Benfica, esteve na mira da ASAE na zona do Jamor Foto Luís Manuel Neves
Aabordagem a uma vendedora ambulante de cachecóis, bonés e camisolas do Benfica contrafeitos, nas imediações do Estádio do Jamor, momentos antes da final da Taça de Portugal, no domingo, terminou da pior forma para uma equipa de inspetores da ASAE. Os três elementos foram cercados e depois agredidos pelos familiares da suspeita.

Uma inspetora recebeu assistência no posto da Cruz Vermelha devido a ferimentos na cabeça e membros. E a vendedora foi a única detida – por comércio de roupa contrafeita, venda ilegal e resistência e coação sobre agentes da autoridade. A ela e a outra mulher a ASAE apanhou 550 artigos contrafeitos.

"É um caso grave que mostra a falta que um bastão pode fazer, mas os mesmos foram retirados à ASAE. Só a pistola não é solução", critica Bruno Figueiredo, presidente da Associação Sindical de Funcionários da ASAE.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!