Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda

As vítimas, duas mulheres e um homem com cerca de 20 anos, moravam em Nuland. 
18 de Fevereiro de 2019 às 21:31
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três jovens portugueses morrem carbonizados em violento despiste na Holanda
Três portugueses morreram num violento despiste seguido de incêndio, na manhã deste domingo, na A59 em Rosmalen, na Holanda, avança o jornal Brabants Dagblad. A informação foi confirmada ao CM por fonte de Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas. 

Segundo a polícia holandesa, não são conhecidas as causas da saída da estrada que destruiu por completo o Ford Fiesta. Nenhuma outra viatura esteve envolvida no acidente.

A informação sobre a nacionalidade das vítimas não é, contudo, confirmada pelas autoridades policiais que, em comunicado, afirmam estar ainda a realizar testes que permitam revelar com rigor a identidade dos mortos. 

Segundo o Brabants Dagblad, as vítimas são duas mulheres e um homem, com cerca de 20 anos, residentes em Nuland. 

A estação de rádio e televisão Omroep Brabants revela, por sua vez, que os cidadãos portugueses trabalhavam na transportadora Ceva Logistics, sediada em Eindhoven.

O casal vivia na Holanda há dois anos enquanto a outra vítima estava há um mês naquele país.

A mesma fonte do Governo revelou ao CM que a embaixada portuguesa em Haia está a acompanhar este caso e em contacto com as famílias das vítimas.
Rosmalen A59 Brabants Dagblad Eindhoven Eindhoven Nuland Ford Fiesta questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)