Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

TRÊS MIL BOAS ACÇÕES JUNTAS

Três mil escuteiros da região de Lisboa, pertencentes ao Corpo Nacional de Escutas (CNE), estão a viver, durante uma semana, numa autêntica cidade de lona, no pinhal municipal de Ferrel, no concelho de Peniche, num acampamento em que pretendem fazer boas acções em prol da comunidade.
2 de Agosto de 2004 às 00:00
No pinhal de Ferrel foi montada uma autêntica cidade de lona
No pinhal de Ferrel foi montada uma autêntica cidade de lona
Os acampados propõem-se fazer uma boa acção colectiva. Todos os participantes com mais de 18 anos poderão doar sangue em campo, seguindo a máxima do fundador do escutismo, Baden-Powell - "a melhor forma de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros".
No acampamento, os participantes estarão divididos por quatro subcampos, de acordo com a sua faixa etária, e serão enquadrados por 250 dirigentes voluntários adultos, cabendo a cada secção realizar a sua própria boa acção. Trata-se do 22.º acampamento regional, sob o tema 'Procura Faróis em Novos Mares', e a sua localização junto ao litoral facilitará as actividades relacionadas com a água, mais propriamente com o Oceano.
Os Pioneiros (14-18 anos) vão organizar-se por 'Caravelas', pois o tema do seu campo será 'Navegadores nas Rotas do Futuro'. Para os Caminheiros (18-22 anos), o tema escolhido para este subcampo será 'Uma nova onda, uma nova maré'. Já os mais pequenos - os Lobitos (6-10 anos) e os Exploradores (10-14 anos) - não faltarão as brincadeiras lúdicas, fazendo-os despertar para a coesão de grupo, para a alegria e imaginação.
Numa mensagem aos participantes, o chefe nacional do CNE, Luís Lidington, sublinha que "numa época em que se perde, com alguma facilidade, o rumo da viagem, o escutismo é uma oportunidade positiva para dar um sentido à vida".
BLOCO DE NOTAS
VOLUNTÁRIOS AJUDAM
Uma centena de voluntários, jovens e adultos, trabalhou na montagem das infra-estruturas necessárias à edificação desta ‘cidade de lona’ – enfermaria de campo, refeitórios, redes de água, electricidade e saneamento, preparação da logística dos abastecimentos, entre outras condições.
AVENTURA E CORAGEM
O tema escolhido para esta edição - ‘Procura Faróis em Novos Mares’ - surge como um desafio aos participantes no acampamento, sendo também um convite aos jovens para que “procurem um caminho nestes mares que são tempestade e medo, mas também sonho, aventura e coragem”. Toda a pedagogia do acampamento terá por base os princípios do movimento escutista.
Ver comentários