Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Três militares que sobreviveram à tragédia na Póvoa de Varzim continuam internados e sob observação

Ani Dabó, primeiro-cabo de 20 anos, morreu quando tentava salvar as amigas arrastadas pelo mar.
David Monteiro 27 de Novembro de 2022 às 10:24
A carregar o vídeo ...
Três militares que sobreviveram à tragédia na Póvoa de Varzim continuam internados e sob observação
Continuavam este sábado internados em observação médica os três militares transferidos para o Hospital Militar do Porto após o incidente, sexta-feira, na Póvoa de Varzim, que terminou com a morte de Ani Dabó, primeiro-cabo de 20 anos, quando tentava salvar as amigas arrastadas pelo mar.

As duas mulheres e um homem fazem parte do grupo de sete militares - 8 saíram à noite para celebrar o fim de um curso - que sobreviveram à tragédia e foram hospitalizados com lesões musculares e hipotermia. Quatro deles tiveram alta no mesmo dia. O corpo da jovem foi resgatado pelo ‘héli’ da Força Aérea e será autopsiado. O caso vai ser remetido ao Ministério Público. 

Póvoa de Varzim Hospital Militar do Porto Ani Dabó questões sociais acidentes e desastres
Ver comentários
C-Studio