Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

TRÊS MORTOS EM RAVINA

Duas irmãs, de 14 e 19 anos, morreram quando o carro onde seguiam caiu por uma ravina, imobilizando-se 200 metros abaixo, no Rio Ceira.
25 de Agosto de 2003 às 00:00
TRÊS MORTOS EM RAVINA
TRÊS MORTOS EM RAVINA FOTO: Cláudio Garcia
Além de Sónia Patrícia, a mais nova, e Carina Isabel, perdeu a vida o condutor, Pedro Domingues Alves, 21 anos, emigrante em França, que deixa um filho de dois meses.
Como por milagre, escaparam com ferimentos ligeiros dois primos das irmãs - um rapaz de 17 anos e uma jovem de 19, mulher do condutor.
O acidente ocorreu às 22h30 na estrada entre Malhada Chã e Covanca, no limite dos concelhos de Arganil e Pampilhosa da Serra, quando o grupo ia para uma festa em Malhada do Rei, ali perto.
O filme dos acontecimentos é curto: provavelmente em excesso de velocidade, Pedro Alves aborda uma curva à esquerda, o Volkswagen Golf começa a 'fugir' de traseira e despenha-se após meio 'pião'.
SEM EXPLICAÇÃO
"Desde que deitaram o alcatrão quase todos os anos há aqui acidentes. A estrada é perigosa e esta curva é a pior de todas", explicou Paulo Jorge Silva, amigo das vítimas.
O cenário é confuso quando, em plena escuridão, chegam ao local as primeiras pessoas chamadas por um dos sobreviventes, Luís Antunes.
A meio da encosta, sem vida, estão as duas irmãs, que seguiam no banco traseiro e foram cuspidas. Uma delas tem a mão fechada agarrando um arbusto.
Lá ao fundo, desfeito contra o leito quase sem água do Rio Ceira, 'jaz' o Volkswagen, com Pedro Alves morto no interior e ao lado, em choque, a mãe do seu filho e companheira há mais de um ano.
Abordado pelo CM, Luís Antunes não soube explicar como escapou ileso após ter sido projectado em plena queda. "Quando vinha a subir a encosta ainda ouvi o carro lá em baixo às cambalhotas", relatou.
Com excepção do condutor, do Minho, todos os ocupantes eram de Malhada Chã, uma aldeia escondida entre curvas na Serra da Lousã que, com o acidente, está agora 'vestida' de luto.
Em casa de Sónia Patrícia e Carina Isabel o ambiente foi tomado pelas lágrimas. "Eram a alegria desta casa", afirmaram os pais, ainda à espera da autópsia, em Coimbra, para preparar os funerais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)