Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Três mulheres usadas como correio de droga ficam em prisão preventiva

Arguidas que foram presentes a primeiro interrogatório judicial têm nacionalidades portuguesa, brasileira e espanhola.
Lusa 29 de Novembro de 2021 às 16:11
Cocaína
Cocaína FOTO: Lusa
Três mulheres suspeitas de terem sido utilizadas como correio de droga ficaram em prisão preventiva, após terem sido detidas no aeroporto de Lisboa na posse de cocaína, anunciou esta segunda-feira o Ministério Público (MP).

De acordo com uma nota do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, as três arguidas encontram-se "fortemente indiciadas pela prática do crime de tráfico de estupefacientes" devido a factos ocorridos nos dias 24 e 25 de novembro, depois de terem desembarcado na capital portuguesa de voos oriundos do Brasil.

As arguidas que foram presentes a primeiro interrogatório judicial têm nacionalidades portuguesa, brasileira e espanhola. O DIAP esclareceu que estão em causa inquéritos distintos e que as investigações vão continuar sob segredo de justiça, fornecendo ainda detalhes sobre as quantidades de droga apreendidas.

A cidadã portuguesa "trazia dissimuladas à volta do corpo embalagens de cocaína, com cerca de 5.400 gramas e transportava ainda no interior do organismo mais de 300 gramas"; a arguida brasileira trazia mais de um quilo de cocaína também no interior do organismo; e a detida de nacionalidade espanhola tinha "ocultos na copa do soutien, 10 preservativos contendo cerca de 1.735 gramas de cocaína".

Lisboa Ministério Público DIAP crime lei e justiça polícia questões sociais dependência
Ver comentários
}