Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Três postos de gasolina assaltados

Em apenas uma hora, um grupo de três homens e uma mulher, armados e encapuzados, assaltou dois postos de abastecimento da Galp em Lousada e Felgueiras. Uma terceira gasolineira, também da Galp, foi assaltada em Azurara, Vila do Conde, mas o assaltante atacou sozinho e a pé.
30 de Setembro de 2008 às 00:30
Em dois dos casos os ladrões mostraram-se dispostos à violência
Em dois dos casos os ladrões mostraram-se dispostos à violência FOTO: Tiago Monteiro

Em Lousada, perto das 22h30 de anteontem, quatro encapuzados chegaram numa carrinha Mercedes e entraram de rompante na loja de conveniência, onde se encontravam dois funcionários e um cliente. "Só gritavam pelo dinheiro enquanto me apontavam uma arma à cabeça. Depois levaram o dinheiro das gavetas, da zona do café e das bombas", explicou ao CM a empregada Márcia Moreira. Por ter oferecido resistência, outro funcionário, de 63 anos, foi agredido com um pau nas costas e pontapeado. Ao cliente, os assaltantes, que se distinguiram por usar gorros brancos, roubaram 15 euros e um fio de ouro. Terão levado três mil euros.

Uma hora depois, em Sendim, Felgueiras, o mesmo grupo, segundo presumem as autoridades, reapareceu, mas num Fiat Uno, onde assaltou as bombas da Galp de Lameiro Morto. Levou 200 euros e telemóveis, do funcionário e de um cliente.

Igual quantia arrecadou um jovem que, pelas 19h30, assaltou a Galp de Azurara, em Vila do Conde com recurso a uma pistola de baixo calibre.

PORMENORES

AGRESSÃO

Manuel Martins, funcionário da Galp de Lousada há cerca de 15 anos, esboçou resistência e foi agredido à paulada e pontapeado entre as pernas.

GRUPO

As autoridades estão convencidas de que os autores dos assaltos em Lousada e em Felgueiras são os mesmos: três homens e uma mulher, todos jovens.

SOLITÁRIO

O jovem que apontou uma arma ao funcionário da Galp de Azurara actuou sozinho, de cara destapada e, uma vez na posse do dinheiro, fugiu a pé.

JUDICIÁRIA

Uma vez que foram utilizadas armas nos assaltos, estes casos, registados pela GNR, passaram entretanto para a alçada de investigação da Polícia Judiciária

 

Ver comentários