Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Treze distritos em alerta vermelho devido aos fogos

Início de setembro mais quente dos últimos 16 anos leva a cuidados máximos com os incêndios.
Miguel Curado 4 de Setembro de 2019 às 08:43
Fogo em mato no concelho da Amadora
Casas chegaram a estar em risco
Dois bombeiros ficaram feridos no combate às chamas
Fogo em mato no concelho da Amadora
Casas chegaram a estar em risco
Dois bombeiros ficaram feridos no combate às chamas
Fogo em mato no concelho da Amadora
Casas chegaram a estar em risco
Dois bombeiros ficaram feridos no combate às chamas
A instabilidade atmosférica e as elevadas temperaturas, prevendo-se que os termómetros cheguem aos 40 graus, já hoje e nos próximos dias, nas regiões do Sul e Vale do Tejo, levou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a decretar alerta vermelho em 13 dos 18 distritos do continente. A prontidão para combater os fogos está no máximo, com um dispositivo de 11 492 operacionais, incluindo bombeiros, agentes de forças de segurança e militares das Forças Armadas.

Por ordem do Ministério da Administração Interna (que tutela a ANEPC), e que ontem à tarde emitiu um comunicado com o Ministério da Agricultura e Pescas, foram colocados em alerta vermelho (o mais alto de uma escala com quatro níveis) os distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Santarém, Coimbra, Guarda, Portalegre, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Viseu e Leiria.
Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro estão em alerta laranja.

O alerta está ativo até às 24h00 de domingo, 8 de setembro. Para o fim de semana está prevista uma descida das temperaturas, prevendo-se que o calor regresse na próxima semana.

A passagem para alerta vermelho leva a acionar o sistema de SMS às populações, que passam a receber alertas sobre os incêndios. À GNR e à PSP competirão dissuadir comportamentos potenciadores de fogos. O Governo proíbe ainda a realização de queimadas, bem como o lançamento de fogo de artifício e o uso de espaços florestais protegidos. Os bombeiros voluntários que integrarem o dispositivo de socorro e que trabalhem no setor público ou privado, estão dispensados dos respetivos empregos.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, preside hoje à reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, na ANEPC, em Carnaxide, e atualizará a informação.

Dois bombeiros feridos em quase 100 incêndios
Registaram-se esta terça-feira 96 incêndios em todo o País, até ao fecho desta edição, que mobilizaram 2461 operacionais, 608 viaturas e 47 meios aéreos. Um dos fogos de maior dimensão registou-se no concelho da Amadora.

Casas chegaram a estar em risco. Oitenta e cinco menores foram retirados de um ATL. Uma bombeira ficou ferida. Também em Fetais, Camarate, um bombeiro ficou ferido no combate a um fogo em mato. Em Abiul, Pombal, e em Rio Maior as chamas também preocupavam ao fecho desta edição.

PORMENORES
Temperaturas disparam
Os primeiros dias de setembro estão, segundo o IPMA, a ser os mais quentes do ano. De resto, desde 2003 que não existia um setembro tão quente.

Meios aéreos
Os 60 meios aéreos que integram o dispositivo de combate a fogos estão, desde hoje, em alerta total. A Força Aérea vai realizar patrulhas frequentes.

Vigilância terrestre
O comando-geral da GNR começou ontem a reforçar o patrulhamento nas zonas florestais sob a sua responsabilidade, que irá prosseguir hoje.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)