Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Tribunal absolve arguidos

O Tribunal de Meda absolveu ontem os seis arguidos no processo de alegada falsificação de 1,5 milhões de litros de vinho detectada há seis anos perto de Foz Côa e na Adega Cooperativa Moinho de Vento de Meda.
19 de Março de 2005 às 00:18
A juíza Eugénia Torres considerou “improcedente a acusação” por não ter ficado provado em julgamento que todos os envolvidos se tivessem associado e pretendido fabricar vinho a partir de produtos não vitivinícolas.
Os arguidos estavam acusados da co-autoria da prática de um crime continuado de falsificação de géneros alimentícios.
Contudo, a juíza fez notar, durante a leitura da sentença, que embora não tivesse acreditado nos depoimentos das testemunhas, as análises físico-químicas feitas ao vinho apreendido provaram que era feito a partir de produtos artificiais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)