Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Tribunal julga mulher de empreiteiro condenado por violar filhas adotivas

As três raparigas foram retiradas aos pais adotivos e institucionalizadas.
20 de Setembro de 2017 às 11:50
Tribunal de Vila Real
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
Tribunal de Vila Real
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
Tribunal de Vila Real
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
Empreiteiro julgado por abusos
O Tribunal de Vila Real começou esta quarta-feira a julgar, à porta fechada, uma mulher de 47 anos pelos crimes de maus tratos a três filhas adotivas.

O julgamento começou sem a presença da arguida, que, segundo fonte do tribunal, se terá sentido mal e terá ido esta manhã à unidade de Vila Real do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Este processo foi extraído de um outro que envolve o marido da arguida, um empreiteiro de 50 anos que foi condenado, em maio, a 16 anos e seis meses de prisão pelos crimes de abuso sexual agravado e de maus tratos a três filhas adotivas e que, na altura dos factos, eram todas menores de idade.

O coletivo de juízes deu como provados os crimes pelos quais o arguido estava acusado, nomeadamente três de abuso sexual de crianças agravado, dois de abuso sexual de menor dependente e três de maus tratos a menores.

O alerta para este caso foi dado quando a escola denunciou a gravidez da filha mais nova, em janeiro de 2016.

As três raparigas foram retiradas aos pais adotivos e institucionalizadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)