Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Tribunal retira culpa na morte

Rosa Patrício, de 46 anos de idade, morreu no dia 17 de Janeiro do ano passado, pouco depois das 11 horas da manhã, atropelada no Largo de Santo Amaro, em Lagos, por um camião-grua roubado de umas obras por João Soares Martins. Este foi ontem absolvido do crime de homicídio qualificado por o tribunal ter dado como provada a intervenção de uma terceira pessoa, que desviou o pesado de uma esplanada.
20 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Arguido está em prisão preventiva há um ano e um mês e deverá sair em liberdade daqui a um ano
Arguido está em prisão preventiva há um ano e um mês e deverá sair em liberdade daqui a um ano FOTO: Miguel Veterano Júnior

A morte de Rosa Patrício fica sem culpa. O interveniente acidental, Hélder Santos, admitiu em tribunal que foi ele quem saltou para o estribo do camião e puxou o volante para desviar o pesado. Disse até que, nesse momento, João Soares Martins não tinha as mãos no volante. "Suponho que (Hélder Santos) nunca irá ser acusado", disse ao CM a presidente do colectivo. A juíza Alda Casimiro explicou que, mesmo que fosse, teria uma razão de exclusão de culpa, que foi a tentativa de evitar um mal maior.

João Soares Martins, de 22 anos, entrou no tribunal acusado de 19 crimes, incluindo homicídio, relacionados com o furto do camião e condução louca pela cidade durante 18 minutos, a velocidades entre os 33 e os 57 km/h, com picos de 72 e 88 km/h. Não estava sob efeito de álcool ou drogas.

O tribunal condenou-o por cinco crimes – furto qualificado (3 anos), resistência e coacção sobre funcionário (9 meses), condução perigosa (1 ano e meio e inibição de condução por um ano), ofensa à integridade física simples (6 meses) e outra por negligência (3 meses) – à pena única e efectiva de 4 anos de prisão, mais uma multa de mil euros por não ter carta de pesados. A Defesa pondera recorrer.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)